teste

Dicas para você, futuro programador, analista de TI, desenvolvedor, engenheiro da computação, engenheiro de software e cientista da computação

Sem dúvidas, a Tecnologia da Informação, TI para os íntimos, é uma das áreas profissionais mais promissoras atualmente. Segundo o portal Exame.com, TI está entre as seis profissões mais demandadas para os próximos 10 anos. E como se trata de uma área bastante dinâmica, há diversas possibilidades de cursos e áreas pra seguir profissionalmente.

O post de hoje traz algumas dicas para você, futuro programador, analista de TI, desenvolvedor, engenheiro da computação, engenheiro de software e cientista da computação. E acredite, não basta apenas gostar de games para seguir essa área ;)

1- Escolha um curso

Escolher o curso certo pode fazer toda a diferença em seu futuro profissional. A grande variedade de cursos traz consigo mudanças significativas nas disciplinas a serem estudadas, na duração do curso e na especialidade da formação. Um curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, por exemplo, é ofertado como tecnólogo; ou seja, tem uma formação mais específica e rápida, com duração de três anos. Por outro lado, um curso de ciência da computação ou engenharia da computação possui uma formação mais generalista e, por isso mesmo, maior tempo de duração; algo em torno de quatro a cinco anos, respectivamente. 

Para saber qual caminho seguir, é interessante conversar com pessoas que já atuem na área. Nada deve ser levado ao pé da letra, mas dicas da galera que já está no batente sempre cai bem. Também vale à pena entrar em sites de universidades e verificar a grade curricular dos cursos. Isso é interessante para você conhecer um pouco das pedras que estarão pela frente. Em muitas páginas de faculdades também é possível conhecer a ementa das disciplinas, que traz os conteúdos programáticos a serem estudados.

2 - Mãos na massa: procure um estágio extracurricular

Dizem que a prática é o melhor aprendizado. E isso faz todo sentido. É com a prática que vemos a teoria ganhar forma. Então, nada de esperar o período do estágio obrigatório para ter um contato com o mercado profissional. Bata à porta de empresas, participe de seleções públicas, encaminhe currículos e... ainda que demore a ter um retorno, a sorte sempre ajuda aqueles que mais persistem. 

3- Aprenda uma outra língua

Por serem de um país continental, os brasileiros acabam centrando seus estudos de linguagem quase que exclusivamente no português. Se você chegou à faculdade ainda sem domínio do inglês, tudo bem; mas não vale deixar para aprender quando estiver já no mercado profissional. Além da possibilidade de se matricular em um cursinho tradicional, hoje a internet oferece diversas plataformas (muitas gratuitas) que facilitam o aprendizado de outro idioma. Se para as outras áreas o inglês tem grande importância, para TI é questão de sobrevivência, até porque os principais livros técnicos estão nesse idioma.

4- Tenha uma boa rede de contatos profissionais

A gente sabe que a galera de TI adora um game (o que é muito massa, não é mesmo?). Mas é preciso abrir horizontes, conhecer outros profissionais, trocar figurinhas. Isso pode garantir tanto uma constante atualização de conhecimento como uma oportunidade muito boa de colocação profissional. Esse contato pode ser feito pessoalmente ou com o auxílio de rede sociais, como é o caso do LinkedIn (se ainda não tem uma conta, corre lá).

5 - Estude e estude

Trabalhar com TI é casar com os estudos. A dinamicidade da área exige que o profissional sempre esteja antenado com as constantes mudanças do mercado e da tecnologia. Então, prepare-se para desenvolver seu senso de curiosidade. Cursos de capacitação valem muito, mas nada como aquela sede por conhecimento pra fazer você crescer profissionalmente.

E, como ‘grand finale’, a gente traz algumas dicas bem interessantes do Adam Godinho, coordenador de TI da Inforgeneses.

Adam está há mais de 10 anos na casa e sabe bem as características de um bom profissional. Confere só: 

“Proativo: para ter a capacidade de buscar e propor a solução dos problemas e se antecipando a eles; Espirito de equipe: para saber compartilhar e receber conhecimento; Integridade: pois o setor de TI constitui uma área fundamental para as empresas e exige muita confiança; Dedicação: para que sempre esteja disposto a ajudar e se atualizando e poder oferecer a melhor solução”.

E aí, tá pensando em seguir carreira na área ou tem outra dica para compartilhar com a galera? Manda ver aí nos comentários

Dicas para você, futuro programador, analista de TI, desenvolvedor, engenheiro da computação, engenheiro de software e cientista da computação

Comentários

Send a Message

Sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magnais.